23/05

Saiba mais sobre nossos convidados

Roberto Haron Filho é o diretor comercial da empresa Alumiart Falcão. Formado em publicidade e marketing, atua na área industrial há 28 anos, sendo que há 7 anos fundou a Alumiart. Roberto entendeu que fazer o licenciamento de seus produtos era uma oportunidade para alavancar sua empresa com os grandes eventos esportivos que acontecerão no Brasil. Durante essa edição do Papo de Negócio Sebrae 2014, ele vai responder perguntas dos empresários que queiram aproveitar esse momento para também lucrarem com os grandes eventos esportivos.

Rodrigo Pereira é executivo da área comercial do licenciamento da TV Globo, focado no projeto Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™. Publicitário e pós-graduado em marketing e vendas, é especializado no licenciamento de marcas e personagens. Com mais de 15 anos de experiência nesse mercado, participou do lançamento e relançamento de várias marcas nacionais e internacionais de sucesso.

Veja os vídeos do dia

Rodrigo Pereira

Roberto Haron

 

Resumo do 4° Dia (22/5)

No quarto dia do Papo de Negócio Sebrae 2014, 22 de maio, os convidados abordaram temas como produtos que ainda podem ser desenvolvidos para a Copa do Mundo FIFA 2014, com destaque para itens regionais, e comercialização de artigos já licenciados.

Rodrigo Pereira

Neste quarto dia de evento, o executivo comercial da Globo Marcas, Rodrigo Pereira, iniciou seu vídeo respondendo a uma pergunta sobre quais itens ainda podem ser licenciados. “Muitos itens poderão ainda ser licenciados”, afirmou, listando alguns exemplos de produtos que podem ser desenvolvidos especialmente para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Ele destacou principalmente produtos regionais como as redes do Nordeste, os berimbaus da Bahia e os utensílios para chimarrão, muito comuns no Sul. “Esses itens regionais são bem interessantes e poderão fazer a diferença no portfólio de produtos licenciados da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014”, ressaltou.

Outra pergunta veio de um empreendedor interessado em desenvolver lingeries para a Copa. O executivo respondeu que é possível conversar sobre essa possibilidade, tendo em vista que nenhum contrato com empresa desse segmento foi concretizado, ainda que existam conversas nesse sentido com outras duas empresas.

Na sequência, Rodrigo Pereira comentou a dúvida de outro empreendedor interessado em estampar a logo da Copa do Mundo FIFA 2014 nas camisetas que fabrica. Ele afirmou que não é possível, uma vez que duas indústrias já estão licenciadas para comercializar esse tipo de produto. “Somente essas empresas poderão estampar e desenvolver camisetas para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014”, reforçou.

Roberto Haron Filho

A primeira pergunta respondida pelo sócio da Alumiart Falcão, Roberto Haron Filho, veio de um empreendedor interessado em comercializar os produtos licenciados pela Alumiart. Ele queria saber se era possível estabelecer uma parceira com a empresa para revender os produtos em seu estado. Haron Filho agradeceu o interesse e disse que é possível sim estabelecer uma parceria, desde que a empresa do interessado no negócio se encaixe no perfil de vendas da Alumiart Falcão. Ele pediu que o empreendedor entrasse em contato para informar sobre o currículo e os clientes atendidos pela empresa.

Outro internauta quis saber se existe algum benefício fiscal ou linha de financiamento especial para os produtos relacionados com a Copa das Confederações FIFA 2013 e a Copa do Mundo FIFA 2014. Haron filho afirmou que não sabe se esse tipo de benefício existe. “Nós da Alumiart fechamos o contrato com a Globo Marcas com recurso próprio”, disse. Além disso, a empresa deve pagar os royalties pela comercialização da linha que está licenciada. O empresário comentou ainda que esses benefícios poderiam ser oferecidos às empresas envolvidas com os megaeventos esportivos.

Anúncios